terça-feira, 18 de julho de 2017

# 749

«O desejo sexual não só não desaparece como se torna, com a idade, cada vez mais cruel, cada vez mais doloroso e insaciável - e mesmo nos homens, afinal bastante raros, nos quais desaparecem as secreções hormonais, a erecção e todos os fenómenos associados, a atracção pelos jovens corpos femininos não diminui, torna-se, o que talvez seja ainda pior, cosa mentale, e desejo do desejo.»

Curioso que vejam no Houellebecq um rebelde quando os seus livros não tratam de outro tema que as diferentes formas da submissão.